Rádio CN Agitos

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

Vamos votar em medeiros por tudo que ele foi e é MEDEIROS 43234.


Vamos votar em Medeiros por tudo que ele foi e é, e o muito que vez por currais novos, ajudando as pessoas, principalmente quando foi secretario, vereador, presidente do aero clube, pois meu deputado é MEDEIROS 43234, e o muito que vez por currais novos, ajudando as pessoas, principalmente quando foi secretario, vereador, presidente do aero clube, pois meu deputado é MEDEIROS 43234


segunda-feira, 18 de agosto de 2014

No Brasil, mortes por depressão crescem 705% em 16 anos.

 

Em 16 anos, o número de mortes relacionadas com depressão cresceu 705% no Brasil, mostra levantamento inédito feito pelo jornal O Estado de S. Paulo com base nos dados do sistema de mortalidade do Datasus. Estão incluídos na estatística casos de suicídio e outras mortes motivadas por problemas de saúde decorrentes de episódios depressivos.

Foi a depressão, somada à dependência química, o que provavelmente levou o ator americano Robin William, de 63 anos, a se matar, na segunda-feira passada, dia 11. Os dados mostram que, em 1996, 58 pessoas morreram por uma causa associada à depressão. Em 2012, último dado disponível, foram 467.

O número total de suicídios também teve aumento significativo no Brasil. Passou de 6.743 para 10.321 no mesmo período, uma média de 28 mortes por dia. As taxas de suicídio são muito superiores às mortes associadas à depressão porque, na maioria dos casos, o atestado de óbito não traz a doença como causa associada.

No Brasil, a faixa etária correspondente à terceira idade é a que reúne as estatísticas mais preocupantes. No caso de mortes relacionadas à depressão, os maiores índices estão concentrados em pessoas com mais de 60 anos, com o ápice depois dos 80 anos.

No caso dos suicídios, embora os números absolutos não sejam maiores entre os idosos, a maior taxa de crescimento no período analisado ocorreu entre pessoas com mais de 80 anos. Entre 1996 e 2012, o suicídio cresceu 154% nesta faixa etária.

Causas

Segundo especialistas, o aumento de suicídios e de mortes associadas à depressão está relacionado com dois principais fatores: o aumento das notificações e o crescimento de casos do transtorno. "Como o assunto é mais discutido hoje, há maior procura por atendimento médico e mais diagnósticos. Mas também está provado, por estudos epidemiológicos, que a incidência da depressão tem aumentado nos últimos anos, principalmente nos grandes centros", disse Miguel Jorge, professor associado de psiquiatria da Unifesp.

Jorge explica que, além do componente genético, que pode predispor algumas pessoas à doença, fatores externos da vida atual, como o estresse e a grande competitividade profissional, podem favorecer o aparecimento da doença.

No caso dos idosos, a chegada de doenças crônicas incuráveis, o luto pela perda de pessoas próximas e a frustração por não poder mais realizar algumas atividades os tornam mais vulneráveis à depressão e ao suicídio. "Um estilo de vida estressante, o uso de drogas e álcool e insatisfação em diversas áreas são fatores de risco para a doença. Fazer escolhas pessoais e profissionais que ajudem a controlar esses fatores é uma forma de prevenir a depressão", diz o especialista.

Propostas de MEDEIROS Vamos votar 43.234 pra currais novos avançar!

PROPOSTAS


  • Coomunicar através de e-mail aos funcionários estaduais a documentação necessária para sua aposentadoria, quando faltar dois anos para completar o tempo
  • Histórico do Candidato Medeiros

  • Como vereador, implantei na Cidade uma associação com ambulância comunitária disponível para a população menos favorecida, a qual funcionava 24h prestando serviço gratuito a população.
  • Vamos votar 43.234 pra currais novos avançar!






sexta-feira, 15 de agosto de 2014



Propostas de MEDEIROS

 -Acabar com a burocracia no atendimento do SAMU.


  •  


 MEDEIROS Homem sério e honesto que trabalha com responsabilidade.Vamos votar 43.234 pra currais novos avançar!


Gastronomia Excesso de sal mata mais de 1,6 milhão de pessoas no mundo.

O excesso de sal mata mais de 1,6 milhão de pessoas por ano em todo o mundo, mostra trabalho do Departamento de Ciências Nutricionais da Universidade de Tufts, alertando que, em média, é consumido quase o dobro do recomendado pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Há evidências de que o consumo de altos níveis de cloreto de sódio aumentou a pressão arterial, o que é um grande risco para as doenças cardiovasculares e um acidente vascular cerebral, disse Darius Mozaffarian, presidente do departamento e principal autor do estudo, publicado no New England Journal of Medicine. De acordo com o trabalho, "os efeitos do excesso de sal sobre as doenças cardiovasculares em todo o mundo, por idade, sexo e país, não tinham sido estabelecidos até agora".
O consumo diário de sal no mundo foi, em média, 3,95 gramas por pessoa, quase o dobro dos 2 gramas recomendados pela OMS.
Excesso de sal mata mais de 1,6 milhão de pessoas no mundo

Desmatamento da Amazônia cresce 134% em relação ao ano passado.



Em julho de 2014, foram desmatados 355 quilômetros quadrados de floresta na Amazônia Legal, de acordo com dados obtidos por satélite pelo SAD (Sistema de Alerta de Desmatamento), do Instituto Amazon. Isso representou um aumento de 134% em relação a julho de 2013, quando o desmatamento somou 152 quilômetros quadrados.
Quando se faz uma comparação em um período de doze meses, porém, o aumento do desmatamento é muito menor. O desmatamento acumulado no período de agosto de 2013 a julho de 2014 totalizou 2.044 quilômetros quadrados. Houve aumento de 2% em relação ao período anterior (agosto de 2012 a julho de 2013), quando o desmatamento somou 2.007 quilômetros quadrados.
Em julho de 2014, a maioria (57%) do desmatamento ocorreu no Pará, seguido pelo Acre (21%), Amazonas (10%), Mato Grosso (9%), Amapá (1%), Rondônia (1%) e Roraima (1%).
Considerando o período de agosto de 2013 a  julho de 2014, o Pará também lidera o ranking, com 42% do total desmatado. Em seguida aparece o Mato Grosso com 20% e Amazonas com 15%. Em termos relativos, houve aumento de 781% no Acre e 241% em Roraima. Por outro lado, houve redução no Mato Grosso (34%) e Tocantins (6%).
Em termos absolutos, o Pará lidera o ranking do desmatamento acumulado com 852 quilômetros quadrados, seguido pelo Mato Grosso (411 quilômetros quadrados) e Amazonas (309 quilômetros quadrados).
Já as florestas degradadas (áreas intensamente exploradas pela atividade madeireira/queimadas) somaram 97 quilômetros quadrados em julho de 2014. Em relação a julho de 2013 houve aumento de 5% quando a degradação florestal somou 93 quilômetros quadrados. A grande maioria (81%) ocorreu Mato Grosso, seguido pelo Pará (19%).
A degradação florestal acumulada no período de agosto de 2013 a julho de 2014 totalizou 711 quilômetros quadrados. Em relação ao período anterior (agosto de 2012 a julho de 2013) houve redução de 54%, quando a degradação florestal somou 1.555 quilômetros quadrados.

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

AGENDA DE MEDEIROS PARA ESTE FIM DE SEMANA.


Sexta feira dia 15: palestras a partir das 19:00 hs no conjunto Gilberto Lins e logo após na rua benedito Gonçalves no bairro paizinho maria.

Sábado dia 16 de agosto: caminhada no povoado são sebastião a partir das 15:30 hs. as 17:00 hs caminhada e palestra no povoado cruz.

Domingo dia 17 de agosto: caminhada pela manhã na cidade de tenente laurentino.

MEDEIROS Homem sério e honesto que trabalha com responsabilidade.Vamos votar 43.234 pra currais novos avançar!