Rádio CN Agitos

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

OAB-CE pede identificação de autores de frases ofensivas contra Miss Brasil Melissa Gurgel foi alvo de racismo.


O presidente em exercício da Ordem dos Advogados do Brasil no Ceará (OAB-CE), Ricardo Bacelar, assinou nesta segunda-feira (29) representação e notícia-crime no Ministério Público Federal para responsabilizar os autores de mensagens racistas nas redes sociais contra Melissa Gurgel, a cearense eleita Miss Brasil no sábado (27).
“São colocados comentários preconceituosos e depreciativos ao povo cearense. Os comentários dizem que o sotaque cearense é sofrível, que o povo cearense é feio. É racismo em razão da localidade do Ceará, e nós não vamos aceitar isso. O sotaque cearense nos orgulha e faz parte da nossa cultura e da nossa identidade”, diz o presidente da OAB-CE, Ricardo Bacelar.
Após a vitória da cearense no concurso de miss, ela foi alvo de comentários preconceituosos. "Miss Ceará bonita até abrir a boca e vir aquele sotaquezinho sofrível", diz uma das mensagens. "Lembrem de deixar a TV no mudo quando a miss Ceará for dar a palestra dela no miss Brasil do ano que vem", diz outra.
O presidente em exercício afirma que coletou a imagem de algumas mensagens racistas contra Melissa Gurgel e apresentou ao Ministério Público Federal no Ceará. “Formalizamos a representação no MPF para apurar com rigor esse desrespeito ao povo cearense”. Se condenados, os autores de mensagens racistas podem presos por período de dois a cinco anos.
Miss Ceará 2014 (Foto: Lucas Ismael/Band/Divulgação) 
Miss Brasil 2014
Melissa Gurgel, de 20 anos, foi eleita a Miss Brasil no sábado (27), em concurso realizado no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza, com a participação das 27 misses dos estados e do Distrito Federal.
'Poder da mulher brasileira'
A  cearense Melissa Gurgel, 20 anos, eleita a Miss Brasil 2014, prometeu representar bem o Brasil no Miss Universo e mostrar o "poder da mulher brasileira".

"Eu pretendo estudar muito, conhecer outras culturas, aproveitar essa oportunidade única de representar o nosso país lá fora e mostrar para o mundo o poder da mulher brasileira, mostrar nossos princípios e nossos valores", disse, logo após receber a faixa e coroa de Miss Brasil 2014. Ela recebeu a faixa de Miss Brasil e um carro no valor de R$ 40 mil, como premiação do 60º concurso Miss Brasil. Ela vai disputar agora o Miss Universo, que será realizado neste ano, nos Estados Unidos.
 idos.
Reação da cearense ao ser anunciada Miss Brasil (Foto: Lucas Ismael/Band/Divulgação)
Cearense disputou o título com outras 26 garotas e vai representar o Brasil no Miss Universo, nos EUA (Foto: Lucas Ismael/Band/Divulgação)

domingo, 28 de setembro de 2014

MEDEIROS agenda e propostas veja.VOTE 43.234


 AGENDA:
Segunda feira as 08:00 hs da manhã estaremos caminhando na feira livre de currais novos.

PROPOSTAS:
  • Projeto para equipar os hospitais de referência do interior com equipamentos de tomógrafo, raio x e ultrassonografia;
  • Isenção definitiva do pagamento de energia para residências onde a renda familiar seja menor que ¼ do salário mínimo;
  • Casa de apoio em Natal para dar assistência as pessoas do interior que vão para capital internar seus parentes e não têm onde ficar.
  •  
  • MEDEIROS CONTADOR, HOMEM SÉRIO E TRABALHADOR! VOTE 43.234
  •  

sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Criança de três anos e 70kg vai fazer exame, diz diretor de hospital.





Criança tem três anos e pesa 70kg (Foto: Reprodução/ TV Gazeta)
A criança de três anos e que pesa 70 quilos vai realizar o exame que pode confirmar a suspeita de uma síndrome nesta segunda-feira (29), segundo o diretor do Hospital Infantil de Vitória, Nélio Almeida. Misael Caldogno mora em Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Espírito Santo, e, segundo a mãe da criança, a dona de casa Josiane de Jesus, ele engorda cerca de três quilos por mês. O pedido de um exame que pode diagnosticar a doença do garoto e dar início ao tratamento já havia sido feito há um mês, mas ele ainda aguardava por uma resposta da Secretaria Estadual de Saúde (Sesa).
Misael nasceu com 3,750 kg, peso considerado normal, mas, segundo a mãe, começou a engordar desde os primeiros meses de vida. O menino foi atendido por uma endocrinologista e encaminhado para uma geneticista, que orientou que fosse realizado um exame para constatar a chamada síndrome de Prader Willi. No entanto, a família da criança não tem condições de pagar o exame, que custa mais de R$ 1 mil, e aguardava a autorização da Sesa para realizar o procedimento.
 uma resposta do diretor do Hospital Infantil de Vitória, onde a criança é a companhada, tranquilizou a família. “Esse exame não é contratualizado pelo SUS (Sistema Único de Saúde), ele passa por um processo de compra e aí obedece a alguns trâmites legais. Mas ele já foi comprado e o exame vai ser realizado agora na segunda-feira (29)”, afirmou.
A mãe de Misael contou que ainda não recebeu a confirmação da notícia, mas que está feliz com a possibilidade de realizar o exame do filho. “Nossa, é um alívio muito grande. Estamos mais tranquilos, porque com o resultado desse exame podemos ver como ele vai ser tratado”, disse. Ela também contou que tem recebido ligações de pessoas que se propuseram a ajudar a criança. “As pessoas estão ligando perguntando como podem me ajudar. Eu agradeço muito, a todo mundo”.
Dificuldades
De acordo com a mãe, em virtude do ganho de peso exagerado, Misael não consegue levar uma vida normal. "Ele tem dificuldades para andar, para levantar, para respirar. Às vezes chora a noite toda porque não consegue dormir, devido à dificuldade de respirar", contou.

Além de ver o sofrimento do filho, ela também enumera as dificuldades enfrentadas pela família. "Eu não posso trabalhar porque tenho que passar o dia inteiro com ele. Também não posso colocá-lo na creche. Ele é muito grande e algumas crianças até se assustam, têm medo dele. Além disso, não tem como sair de casa. Eu não posso pagar táxi e não tem condições de ele subir no ônibus", lamentou.

Estudo revela que parte de água do sistema solar é mais antiga que o Sol.



Estudo revela que parte de água do sistema solar é mais antiga que o Sol (Foto: Bill Saxton, NSF/AUI/NRAO) 
Parte da água existente no sistema solar é anterior à formação do Sol, segundo um estudo publicado nesta quinta-feira (25) pela revista Science e que abre a possibilidade que haja também vida nos exoplanetas que orbitam outras estrelas em nossa galáxia.
Durante anos, os pesquisadores tentaram determinar se a água que se encontra no sistema solar procede da nebulosa molecular que rodeava o sol, da qual nasceram os planetas, ou se foi criada antes que uma nuvem fria de gás formasse o "astro rei".

A pesquisa, liderada por Lauren Cleeves, da Universidade de Michigan, recriou um modelo informático que analisa as condições químicas entre as moléculas de água formadas no sistema solar há 4,6 bilhões de anos.

Em particular, os especialistas se centraram no estudo do deutério, um isótopo estável do hidrogênio, presente na água, em meteoritos e cometas.

A equipe determinou que os processos químicos dentro dos discos protoplanetários do sistema solar primitivo não podem ser responsáveis pelos índices de deutério encontrados atualmente na água achada em cometas, luas e oceanos desse sistema.

Assim, uma parte notável de água do sistema solar não pôde ser formada depois que o Sol e, portanto, uma quantidade de gelo interestelar sobreviveu à criação desse sistema.

Isso significa que, se outros sistemas planetários na galáxia se formaram da mesma maneira que a nossa, esses sistemas teriam tido acesso à mesma água que sistema solar, sustentam os pesquisadores.

"A ampla disponibilidade de água durante o processo de formação de planetas abre uma perspectiva promissora sobre a existência de vida em toda a galáxia", apontam os pesquisadores, que lembram que, até agora, o satélite Kepler da Nasa detectou mil planetas extra-solares confirmados.

"Este é um passo importante em nossa busca para saber se existe vida em outros planetas", indicou Tim Harries, do Departamento de Física e Astronomia da universidade britânica de Exeter e membro da equipe de pesquisa.

Com a identificação da herança de água na Terra "podemos ver que a maneira como se formou nosso sistema solar não foi única, e que os exoplanetas surgem em ambientes com água abundante", destacou Harries.

Neste cenário, acrescentou o especialista da Exeter, "se abre a possibilidade que alguns exoplanetas poderiam abrigar as condições adequadas e os recursos hídricos, para que a vida evolua".

quinta-feira, 25 de setembro de 2014

PROPOSTAS DE MEDEIROS CONTADOR, HOMEM SÉRIO E TRABALHADOR! 43.234



  •  PROPOSTAS :
  • Uma das minhas propostas de governo é implantar no antigo prédio do CSU na cidade de currais novos um centro de atendimento aos diabéticos para toda região do seridó. Esse prédio hoje vive abandonado e tem servido só para usuários de droga. Com esta iniciativa, as pessoas que sofrem do diabetes teriam uma melhor assistência e a cidade de currais novos seria beneficiada com geração de emprego.

  • Projeto de apoio aos atletas que praticam esportes individuais;
  • Projeto para regularizar e destinar recursos as equipes do Esquadrão Resgate na área de saúde;
  • Projeto incentivo a cultura e conservação de todo acervo cultural das cidades do RN.
  •  

terça-feira, 23 de setembro de 2014

Quem exagera no junk food pode perder gosto por dieta saudável, diz estudo.

Junk food demais pode modificar o comportamento alimentar, aponta estudo
Junk food demais pode modificar o comportamento alimentar, aponta estudo
Pessoas que exageram na ingestão dos chamados junk food (alimentos com pouco valor nutritivo, ricos em gordura e açúcar) tendem a perder o interesse por alimentos de uma dieta equilibrada, segundo um estudo publicado na revista Frontiers in Psychology. Um experimento feito com ratos mostrou que o excesso de junk food pode modificar o comportamento alimentar, enfraquecer o autocontrole e levar a pessoa à obesidade.
Os pesquisadores da Escola de Ciências Médicas da Universidade de New South Wales, coordenados pela especialista em farmacologia Margaret Morris, descobriram que uma dieta pobre em nutrientes provoca mudanças duradouras nas áreas do circuito de recompensa do cérebro, responsável pela sensação de prazer, e no córtex orbitofrontal, que responde pela tomada de decisões.
Durante o experimento, os pesquisadores ensinaram os ratos a associar água com açúcar a um som e cereja e uva a outro. Os ratos saudáveis paravam de responder a estímulos ligados ao sabor que haviam experimentado em grande quantidade. Este mecanismo inato, difundido em animais, protege contra excessos e é responsável por promover uma dieta saudável e equilibrada.

Após duas semanas expostos a uma dieta que incluía acesso diário a alimentos do refeitório, como pizza, bolinhos, cookies e bolo, com 150% a mais de calorias, o peso dos ratos aumentou 10% e o seu comportamento mudou dramaticamente. Eles se tornaram indiferentes nas suas escolhas alimentares e não evitavam o som advertindo sobre o gosto familiar.
Segundo os especialistas, os resultados revelam que ter uma alimentação pobre em nutrientes limita a capacidade das pessoas de consumir certos tipos de alimentos porque os circuitos de recompensa do cérebro são semelhantes em todos os mamíferos.
"O mais interessante nesta descoberta é que, se o mesmo acontecer nos seres humanos, comer junk food pode mudar as nossas respostas aos sinais associados a recompensas do alimento. É como se você tivesse sorvete para o almoço e sentisse vontade de comer mais só de ouvir o carro do sorveteiro chegando", diz a professora Margaret Morris. Segundo ela, à medida que cresce a epidemia de obesidade, os anúncios podem ter um efeito maior sobre as pessoas que estão acima do peso.
A OMS (Organização Mundial de Saúde) estima que mais de 10% da população adulta do mundo é obesa e, pelo menos, 2,8 milhões de pessoas morrem a cada ano como resultado do excesso de peso ou obesidade. O sobrepeso e a obesidade são os principais fatores de risco para uma série de doenças crônicas, incluindo diabetes, doenças cardiovasculares e câncer.

Gari londrino ganha R$ 17,5 mi na loteria e vai trabalhar no dia seguinte.

Joseph Whiting, de 42 anos e residente do bairro de Camden, em Londres, ganhou R$ 17,5 milhões na loteria e foi trabalhar no dia seguinte
Joseph Whiting, de 42 anos e residente do bairro de Camden, em Londres, ganhou R$ 17,5 milhões na loteria e foi trabalhar no dia seguinte
Um gari que ganhou o equivalente a R$ 17,5 milhões na loteria foi trabalhar no dia seguinte por não acreditar que sua aposta tinha sido vencedora.
Joseph Whiting, de 42 anos e residente do bairro de Camden, na região central de Londres, fez a aposta nove minutos antes do prazo. Ele consultou seus números às 4h de quinta-feira - o sorteio foi realizado na quarta-feira - mas foi trabalhar uma hora depois pois achou que não poderia ter sido ele o vencedor.

O funcionário, que trabalhava como gari havia 14 anos, disse: "Eu não sei como o consegui passar o dia. Minha cabeça estava voando. Você pode checar 100 vezes e ainda não acreditar".
Whiting mostrou o bilhete à sua mãe e pediu para ela guardá-lo bem. "Não vá jogar fora junto com outros papéis quando for arrumar a casa", disse ele. A mãe achou que o gari estava brincando, mas guardou o bilhete como o filho pedira.
Ele pediu demissão na segunda-feira. "Eu gosto [do meu trabalho], não é um trabalho ruim e eu trabalho com uma equipe legal. Mas eu não vou sentir falta de levantar às quatro da manhã".
Whiting disse que usaria o prêmio - de 4,5 milhões de libras - para comprar uma casa maior e ingressos para jogos do Arsenal, ter aulas de direção e levar seus filhos à Disney.